The Sekhmet.

34.Porque eu prefiro os animais.

Posted in Animais. by Nathalia on 14/01/2010

Todos que me conhecem sabem que entre pessoas e animais, eu fico sem sombra de dúvidas com os animais.
Então selecionei três histórias verídicas sobre cachorros (futuramente pretendo postar de outros animais também, mas como meu animal preferido é cachorro, começarei por eles) para tentar mostrar o pq da minha preferência.

Beijo da Gratidão

A foto mostra uma cadela dobermann lambendo um bombeiro exausto. Ele tinha acabado de salvá-la de um incêndio em sua casa, resgatando-a e levando-a para o gramado da frente. Ela estava prenha.

O bombeiro teve medo dela no incêndio, pois nunca antes ele tinha resgatado um dobermann. Quando finalmente o fogo foi extinto, o bombeiro sentou na grama pra recuperar o fôlego e descansar. O fotógrafo do jornal , notou o dobermann olhando para o bombeiro. Ele a viu andar na direção dele e se perguntou o que a cachorra iria fazer. Enquanto o fotógrafo levantava a câmera, ela se aproximou do bombeiro que tinha salvo sua vida e as dos seus filhotes e o lambeu, em gratidão por tê-la salvo.

*Garanto que algumas pessoas sequer agradeceriam, e teriam o pensamento de que o bombeiro não fez mais do que seu trabalho. Um animal como essa cadela não tem um pensamento mesquinho como esse, mas infelizmente, muitos humanos tem.

Vira-lata salva seu dono de 15 anos.

O garoto, identificado como Christián, jogava video game no segundo andar de sua casa enquanto os familiares celebravam as festas pátrias do Chile no térreo, na madrugada de sábado.
De repente, houve um curto-circuito, e o fogo começou a consumir rapidamente o piso superior da casa, quase todo feito de madeira.
“Foi tudo num abrir e fechar de olhos. Eu havia saído para procurar meu pai e logo ouvi que gritavam: ‘incêndio!’. Corri até minha casa porque meu filho estava no segundo andar”, contou a mãe de Christián, María Cuevas.
Segundo ela, ninguém havia lembrado do garoto. Foi então que Lucky, o vira-lata da família, subiu correndo até o segundo piso, atrás de seu dono.
“O cachorro subiu entre as chamas até o segundo piso. Como meu filho estava desesperado e não conseguia nem se mexer, o cachorro mordeu o braço de Christián e o puxou”, disse María ao jornal ‘Crónica de Concepción’.
O menino escapou ileso do incêndio, e o cão teve alguns pelos chamuscados. O segundo andar da casa ficou totalmente destruído.
“Ainda que o lugar estivesse envolto em chamas, foi o cachorro que o salvou. Lucky agora é meu herói”, disse a mãe do garoto.

Hachiko, a maior prova de lealdade.

Era 1924 quando um cão da raça Akita foi enviado à casa de seu futuro proprietário, o Dr. Eisaburo Ueno, um professor do Departamento Agrícola da Universidade de Tóquio. A história dá conta de que o professor ansiava por ter um Akita há anos, e que tão logo recebeu seu almejado cãozinho, deu-lhe o nome de Hachi, ao que depois passou a chamá-lo carinhosamente pelo diminutivo, Hachiko. Foi uma espécie de ‘amor à primeira vista’, pois, desde então, se tornariam amigos inseparáveis!

O professor Ueno morava em Shibuya, subúrbio de Tóquio, perto da estação de trem que leva o mesmo nome. Como fazia do trem seu meio de transporte diário até o local de trabalho, já era parte integrante da rotina de Hachiko acompanhar seu dono todas as manhãs. Caminhavam juntos o inteiro percurso que ia de casa à estação de Shibuya. Mas, ainda mais incrível era o fato de que Hachiko parecia ter um relógio interno, e sempre às 15 horas retornava à estação para encontrar o professor, que desembarcava do trem da tarde, para acompanhá-lo no percurso de volta a casa.

No dia 21 de maio de 1925, Hachiko, que na época tinha pouco menos de dois anos de idade, estava na estação pacientemente como de costume, e de rabinho abanando, à espera de seu dono. Só que o professor Ueno não retornaria naquela tarde de 21 de maio: sofrera um derrame fatal na Universidade que o levou ao óbito. Destarte, ainda que alheio a realidade, naquele dia o leal e fiel Akita esperou por seu dono até à madrugada.

Após a morte do professor Eisaburo Ueno, parentes e amigos passaram a tomar conta de Hachiko. Mas, tão forte e inexpugnável era o vínculo de afeto para com seu amado dono — lealdade, fidelidade e incondicional amor levados ao extremo —, que no dia seguinte à morte do professor ele retornou à estação para esperá-lo. Retornou todos os dias, manhã e tarde à mesma hora, na incansável esperança de reencontrá-lo, vê-lo despontar da estação de Shibuya. Às vezes, não retornava para casa por dias.
Foi assim por dez anos seguido repetindo a mesma rotina, quiçá já não tão feliz, razão pela qual já era uma presença familiar e pitoresca para o povo que afluía à estação. E ainda que com o transcorrer dos anos já estivesse visivelmente debilitado em conseqüência de artrite, Hachiko não se indispunha a ir diária e religiosamente à estação. Nada nem ninguém o desencorajava de faze-lo.

Em 8 de março de 1935, aos 11 anos e 4 meses, Hachiko é encontrado morto no mesmo lugar na estação onde por anos a fio esperou pacientemente por seu dono. Hachiko, como não poderia deixar de ser, tornou-se um marco, um referencial de amizade talvez jamais igualável em qualquer era anterior ou futura na história. Sua descomunal lealdade e fidelidade receberam o reconhecimento de todo o Japão. Em 21 de abril de 1934, praticamente um ano antes de sua morte, uma pequena estátua de Hachiko, feita de bronze pelo famoso artista japonês Ando Teru, foi desvelada em sua honra numa cerimônia perto à entrada da estação de Shibuya, local onde morreu. Era a memória de Hachiko sendo imortalizada.

Durante a 2ª Guerra Mundial, para aplicar no desenvolvimento de material bélico, todas as estátuas foram confiscadas e derretidas, e, infelizmente, entre elas estava a de Hachiko.
Após a guerra Hachiko foi duramente esquecido. Todavia, como toda história que se preze precisa ter um final feliz, em 1948 a The Society For Recreating The Hachiko Statue, entidade organizada em prol da recriação da estátua de Hachiko, convidou Ando Tekeshi, o filho de Ando Teru para esculpir uma nova estátua. Até os dias de hoje a réplica encontra-se colocada no mesmo lugar da estátua original, em símbolo de um tributo à lealdade, confiança e inteligência da raça Akita.

*Essa história eu conheço desde os meus 11 anos de idade, e me emociono sempre que a leio. Sempre fui fã da raça Akita japonês, e sempre achei essa história a mais linda de todas, com certeza a maior prova de amor e fidelidade de um animal para com o seu dono. E para quem não sabe, está no cinema o filme desta, “Sempre ao seu lado.”.

Creio que não preciso dar explicações do porque eu prefiro os animais, né?
Beijos.

33.Instruções para o ano novo.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 29/12/2009

Diga saúde quando alguém espirrar. Quando você se der conta de que cometeu um erro, tome providências imediatas para corrigi-lo. Não deixe uma pequena disputa ferir uma amizade.
Quando perder, não perca a lição.
Lembre-se : respeito por si próprio, respeito pelo próximo e responsabilidade pelas suas ações.
Dê mais as pessoas do que elas esperam, e o faça com alegria.
Decore seu poema favorito.
Não acredite em tudo o que você ouve.
Quando disser “eu te amo”, seja verdadeiro. Quando disser “sinto muito”, olhe para as pessoas nos olhos.
Fique noivo pelo menos seis meses antes de casar. Acredite em amor á primeira vista.
Nunca ria dos sonhos de outra pessoa. Ame profundamente e com paixão. Você pode se machucar, mas é a única forma de viver completamente. Em desentendimentos, brigue, de forma justa. Não use palavrões.
Quando alguém perguntar algo que não quer responder, sorria e pergunte: “Porque você quer saber?”
Lembre-se de que grandes amores e grandes conquistas envolvem grandes riscos.
Case com alguém com quem goste de conversar.
Ligue para sua mãe.
Julgue seu sucesso pelo que teve que renunciar para consegui-lo.
Confie em Deus, mas tranque o carro.
Seu caráter é seu destino.
Abra seus valores para mudanças, mas não abra mão dos seus valores.
Leia o que está nas entrelinhas.
Reparta seu conhecimento, é uma forma de alcançar a imortalidade.
Seja gentil com o planeta Terra, é sua casa.
Não fale no passado.
Reze. Há um poder imensurável nisso.
E cuide da sua própria vida.

Dalai Lama.

Conheço esse texto já faz uns dois anos, e apesar de simples, passa uma bela mensagem.
E aproveitando o espírito de solidariedade das pessoas nessa época do ano, assinem a Declaração Universal de Bem-Estar Animal , não custa nada, e não vai perder nem 5 mins da sua vida. Se você já assinou, passe adiante.

32.Love can be seen as the answer, but…

Posted in Sekhmet by Nathalia on 21/11/2009

Depois de muito tempo com o blog desativado, ACHO que vou poder postar toda semana agora, afinal as férias estão chegando né? Então, vamos ao que interessa, o post:

Sabe, esses dias estava reparando no perfil de algumas pessoas no orkut, em alguns álbuns, comunidades, e cada vez que paro pra fazer isso, fico mais revoltada com o mundo de hipócritas que vem crescendo.

Pessoas criam álbuns e colocam fotos de crianças na África passando fome, entram em comunidades do tipo “O que está acontecendo com o mundo?”, escrevem nos seus “quem sou eu” que imaginam um mundo melhor, todos felizes e alegres vivendo em paz… daí eu pergunto: Quantas dessas pessoas alguma vez na vida fizeram algo pra mudar esse tipo de coisa, além da teoria?

Escrever um texto bonitinho e comovente é fácil, postar uma foto é ainda mais fácil, entrar em comunidades então, chega a ser ridículo. O pior de tudo, é que dessas pessoas que ví fazerem isso, tenho certeza que 99% sequer lembram o que a palavra “caridade” significa, e depois vem querer dar uma de “pessoa otimista e sonhadora”, que acredita em um mundo melhor, não ferra, né?

Aí vai uma novidade para essas pessoas: Quem faz o bem, faz porque quer de verdade ver o seu próximo vivendo com mais dignidade, e não para aparecer; Quem faz o bem porque quer, não precisa gritar para que o mundo saiba o que está fazendo, é simplismente fazer, encostar a cabeça no travesseiro a noite, e dormir sabendo que cumpriu a sua parte.
É como ouvi uma vez em uma música: “O amor pode ser visto como a resposta, mas ninguém sangra pelo dançarino“.

Se quer aparecer, sugiro que siga aquela velha história de pendurar uma melância no pescoço, pelo menos não vai estar sendo falso(a), e não vai estar assumindo a responsabilidade de um mérito que não lhe faz jús.

Valeu galerë,
Abraço!

31.Área 51.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 15/10/2009

Pois é meus queridos leitores, quem nunca ouviu falar da Área 51? Bom, se você nunca ouviu, esta é a oportunidade para descobrir o que viria a ser esta tão comentada área, e você que já conhece e quer saber mais, fikdik. (;

A área que se localiza 190 km ao noroeste de Las Vegas, no Deserto de Nevada, não consta nos mapas oficiais. É uma área que possui estradas, riachos, montanhas, edifícios e uma pista de 9,5 km, mas oficialmente não existe. É como se qualquer atividade humana tivesse parado em uma área equivalente à Suíça.

O acesso a esta área é completamente restrito. Os cartazes advertem: “O uso de armas letais é autorizado”. Seu espaço aéreo é o mais inviolável dos EUA. Trata-se do Polígono de Tiro e de Testes Nucleares de Nellis, conhecido como Área 51.

Foi fundada em 1954 para ser uma base secreta onde a Lockheed Aircraft Corporation pudesse desenvolver aviões de espionagem para a CIA. A Área 51 continua sendo a sede de alguns dos projetos mais revolucionários dos EUA. Foi nesta área que o bombardeiro “stealth” Northrop B-2 foi testado, assim como uma série de outros aviões nada convencionais. A sua existência foi mantida em sigilo absoluto pelas Forças Aéreas dos EUA (USAF) até 1994, já que se tratava da mais avançada área de tecnologia militar.

Mas aí você se pergunta: Tá e daí? Por que muitos comentam sobre essa área?
Pelo simples fato de nos aredores da Área 51 são constantes os avistamentos de OVNI’s, testemunhas afirmam que freqüentemente objetos são vistos sobrevoando o céu com movimentos nada convencionais. Segundo moradores, ao anoitecer começa uma atividade estranha na qual pode-se ver estranhas naves sobrevoando a base secreta, e foi em um desses dias, mais precisamente em 28 de Fevereiro de 1990 que o observador Billy Goodman fotografou um OVNI no céu de Nevada. Há também uma filmagem feita por Norio Hayakawa, de uma emissora de TV japonesa, nela se pode ver nitidamente uma luz resplandecente que se deslocava pelo céu não muito distante da Área 51.

Não são poucas as histórias que inserem a “secreta” e paradoxalmente famosa Área 51 nas teses de conspirações e desenvolvimento de tecnologias alienígenas, afirmações e boatos de pessoas que dizem já terem trabalhado na base aérea são constantes porém até hoje nenhuma delas apresentou qualquer indício ou prova sólida a respeito de suas afirmações. Enquanto podemos apenas especular sobre o que acontece dentro do recínto denominado Área 51, às atividades militares continuam sendo feitas todos os dias no mais absoluto sigílo.
E permanesce a dúvida, seriam realmente OVNI’s ou apenas testes da base militar?

Beijos galërinhe. *;

30.Ciência sem religião é manca. Religião sem ciência é cega.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 10/10/2009

É um assunto polêmico, mas acho muito válido de ser postado. Muitas pessoas tem problemas em falar sobre ciência e religião ao mesmo tempo, eu sinceramente não tenho problema nenhum com isso, encaro a ciência como algo simples e objetivo, que utiliza a razão e a experimentação, já a religião lida com o mundo espiritual, utiliza a fé e a ritualística.

Daí você pensa, “Distintas, nunca poderá ter uma concordância entre elas.”, e é aí que eu vou contra, religião e ciência tem muito em comum sim, o problema são as más interpretações, falta de vontade das pessoas de questionarem (principalmente pessoas de igrejas tradicionais, onde é o que o pastor/padre fala e pronto).

Entre as fronteiras da religião com a ciência existe muito em comum, mas estas não se comunicam…poucos são os ciêntistas que se esforçam para fazer uma relação entre a ciência e as passagens da Bíblia, assim como são poucos os padres/pastores que se esforçam para aceitar o que a ciência vem provando, e por sua vez, relacionar também.

Muitos acreditam em Criacionismo (na sua maioria pessoas de igreja), enquanto outros acreditam na Evolução (a maior são ciêntistas e agnósticos), e existe um pequeno grupo que compara ambas, relacionando-as.

Um de meus professores fez um apontamento interessante esses dias, tentarei relatar o mais próximo possível do que ele disse: “na Bíblia está escrito que Deus criou a terra e sete partes, e daí muitos acreditam que este é o criacionismo, como pode ser criacionismo se é dividido? Na Bíblia está escrito ‘Deus disse: Faça-se a luz!; E a luz foi feita.’, muitos interpretam como que Deus criou o sol, ou seja lá o que for, quem me garante que a Luz não era na verdade algo ocasionado pela explosão do Big Bang? A Bíblia também diz ‘Deus trabalhou
seis dias para pôr vida na terra outra vez.’, alguém sabe quanto representa um dia pra Deus? Um dia pra um ser que é infinito, não é nada, são milhares de anos, milênios, isso não é evolução?”

O problema não é a religião, o problema não é a ciência. O problema são as pessoas, que não sabem relacionar fatos, acreditam ou não acreditam, não aceitam um caminho alternativo. As pessoas não querem mais pensar por sí próprias, esperam teorias mastigadas, e acreditam naquilo que lhes convém.

E como dizia Albert Einstein: “Ciência sem religião é manca. Religião sem ciência é cega.”
Beijos galëre. ;* Espero que tenham gostado.

29.Dia dos animais.

Posted in Animais. by Nathalia on 04/10/2009

É galerë, hoje é dia 4 de outubro, dia mundial dos animais. E como os meus leitores e conhecidos sabem que amo animais, não poderia deixar de fazer um post em homenagem a estes, nesse dia (:

Então, resolvi trazer não apenas um texto, mas minhas passagens preferidas de personalidades, falando sobre animais.

“Não me interessa nenhuma religião cujos princípios não melhoram nem tomam em consideração as condições dos animais.” (Abraham Lincoln)

“Em se tratando de fidelidade, devoção, amor, muitos homens estão aquém do cão ou do cavalo. Que maravilhoso seria se pudessem ao menos antes do julgamento final, afirmar: ‘Eu tenho amado tão verdadeiramente ou sido tão decente quanto o meu cão.’ E ainda assim os chamam de ‘apenas animais!’ ” (Henry Ward Beecher, abolitionista)

“Enquanto o homem continuar a ser destruidor impiedoso dos seres animados dos planos inferiores, não conhecerá a saúde nem a paz. Enquanto os homens massacrarem os animais, eles se matarão uns aos outros. Aquele que semeia a morte e o sofrimento não pode colher a alegria e o amor.” (Pitágoras)

“Os animais dividem conosco o privilégio de terem uma alma.” (Pitágoras)

“A vida é valor absoluto. Não existe vida menor ou maior, inferior ou superior. Engana-se quem mata ou subjuga um animal por julgá-lo um ser inferior. Diante da consciência que abriga a essência da vida, o crime é o mesmo.”(Olympia Salete)

“Matar um animal para fazer um casaco é um pecado. Nós não temos esse direito. Uma mulher realmente tem classe quando rejeita que um animal seja morto para ser colocado sobre os seus ombros. Só assim ela será verdadeiramente bela.” (Doris Day)

“Por que é que o sofrimento dos animais me comove tanto? Porque fazem parte da mesma comunidade a que pertenço, da mesma forma que meus próprios semelhantes.” (Émile Zola)

“Olhe no fundo dos olhos de um animal e, por um momento, troque de lugar com ele. A vida dele se tornará tão preciosa quanto a sua e você se tornará tão vulnerável quanto ele. Agora sorria, se você acredita que todos os animais merecem nosso respeito e nossa proteção, pois em determinado ponto eles são nós e nós somos eles.” (Philip Ochoa)

“Se você fala com os animais eles falarão com você e vocês conhecerão um ao outro. Se não falar com eles você não os conhecerá, e o que você não conhece você temerá. E aquilo que tememos, destruímos.” (Chefe Dan George)

Todas as coisas da criação são filhos do Pai e irmãos do homem… Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda criatura em desgraça tem o mesmo direito a ser protegida. (São Francisco de Assis)


Espero que tenham gostado do post (; , vamos aproveitar e nos conscientizar que todos os animais merecem nosso respeito.
E vou pedir mais uma vez para que assinem a Declaração Universal de Bem-Estar Animal. Não custa nada, basta ter um e-mail, quem já assinou, repasse a causa.

28. Triângulo das Bermudas.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 30/09/2009

Quem nunca ouviu falar em Triângulo das Bermudas? Pois é, apesar de tão famoso, poucos sabem o que realmente ele é (até porque ninguém foi capaz de esclarecer com precisão até hoje), fora que não abriremos um Átlas e encontraremos a localização do mesmo.

O Triângulo das Bermudas é famoso por causa do desaparecimento misterioso de aviões, navios e pessoas. É um entre os dois únicos lugares no mundo onde uma bússola não aponta para o norte magnético, fazendo até mesmo que alguns acreditem que as leis da física não se aplicam neste local.

Um dos desaparecimentos mais famosos aconteceu em dezembro de 1945, quando o Vôo 19 – cinco aviões de bombardeiro da marinha – sumiram durante um exercício de treinamento. Mas…e a explicação para estes desaparecimentos?

Os cientistas já documentaram desvios de padrão na área e encontraram algumas formações interessantes no leito oceânico dentro da região do Triângulo das Bermudas. O que significa que para aqueles que querem acreditar, há bastante lenha para a fogueira. Uma explicação para o misterioso desaparecimento de navios inteiros poderia ser as grandes bolsas de gás que são comuns no leito do mar nesta área. Quando o gás sobe para a superfície, ele dissolve na água, diminuindo a flutuação e causando o naufrágio de navios.

Triângulo das Bermudas. Como podemos observar no mapa, o Triângulo das Bermudas fica próximo à costa do Sudeste dos Estados Unidos, no Oceano Atlântico, e suas extremidades atingem as proximidades de Bermuda, Miami, Flórida e San Juan, em Porto Rico. Ele cobre cerca de 1,295 milhão de quilômetros quadrados.

A área pode ter recebido esse nome por causa de sua extremidade que fica próxima à Bermuda, que já foi conhecida como a “Ilha dos Demônios”. Nas redondezas desse país, existem recifes traiçoeiros que encalham barcos que navegam nas proximidades.

#Algumas Teorias.

Alienígenas: Por se tratar de uma das áreas com a maior incidência de aparições de OVNIs, não se admira que as abduções alienígenas tenham se tornado uma explicação popular para os desaparecimentos ocorridos no Triângulo das Bermudas. Mas elas não são a única teoria, há quem já tenha teorizado que o local é um portal para outros planetas.

Atlântida: Muitos acreditam que a área do Triângulo das Bermudas é o local da cidade perdida de Atlântida e dos restos de suas avançadas tecnologias. O famoso paranormal Edgar Cayce disse que a Atlântida já possuía muitas das tecnologias que julgamos modernas, incluindo uma arma letal de raios que teria destruído a cidade, ainda de acordo com Edgar. Há até os que dizem que os habitantes de lá eram uma raça alienígena proveniente do aglomerado estelar das Plêiades.

Cayce previu que pesquisadores descobririam o limite ocidental da Atlântida perto da costa de Bimini, nas Bahamas, e eles realmente encontraram uma “estrada” de pedras no local em 1968. Mas os primeiros pesquisadores e arqueólogos que estudaram o local, conhecido como “Estrada de Bimini”, logo o consideraram como uma ocorrência natural. No entanto, investigações recentes descobriram evidências que parecem sustentar a idéia de que as pedras foram moldadas e colocadas lá para formar uma parede. E essa descoberta de uma possível cidade submersa próxima de Cuba só vai aumentar o ímpeto dos que apóiam a teoria da Atlântida.

"Estrada de Bimini", ou "Pedras de Atlântida"

Anomalias magnéticas e a neblina: “The Fog: A Never Before Published Theory of the Bermuda Triangle Phenomenon” (A Neblina: uma teoria jamais publicada sobre o fenômeno do Triângulo das Bermudas), de autoria de Rob MacGregor e Bruce Gernon, traz relatos de uma “neblina eletrônica” que ambos viram ao voar sobre o Triângulo:

Em 4 de dezembro de 1970, Gernon e seu pai voavam para Bimini em um céu claro quando viram uma nuvem estranha com extremidades quase que perfeitamente arredondadas pairando sobre a costa da Flórida. E conforme voaram sobre ela, a nuvem começou a se espalhar, igualando ou até ultrapassando a velocidade deles. A 3.505 metros de altura, acharam que haviam escapado da “nuvem”, mas acabaram descobrindo que ela havia formado um túnel, e a única possibilidade de fuga parecia ser passar por esse túnel. E quando estavam lá dentro, viram linhas nas paredes que giravam no sentido anti-horário, os instrumentos de navegação ficaram descontrolados e a bússola também passou a girar no sentido anti-horário.

Gernon disse que havia “percebido a ocorrência de algo muito estranho. Em vez do céu azul e limpo que esperávamos no final do túnel, tudo parecia branco-acinzentado. Além disso, a visibilidade parecia ser de 3 quilômetros, mas não havia absolutamente nada para ver. ” Não havia oceano, horizonte ou mesmo céu, somente um nevoeiro cinza”, disse ele.

Quando Gernon entrou em contato com o controle de tráfego aéreo de Miami para obter uma identificação de radar, o controlador disse não haver aviões aparecendo no radar entre as regiões de Miami, Bimini e Andros. Após vários minutos, Gernon ouviu o controlador dizer que um avião havia acabado de aparecer diretamente sobre Miami. Gernon não achou que poderia estar sobre Miami Beach, já que o tempo normal de viagem é de 75 minutos para chegar até lá e só tinham passado 47 minutos desde o início do incidente. Mas nesse mesmo momento, o túnel começou a se desfazer no que ele descreveu como tiras de neblina. E mais, os instrumentos começaram a operar normalmente e viram Miami Beach logo abaixo deles. E foi essa passagem de tempo, confirmada por seus relógios e pelo relógio do avião, que levou Gernon a acreditar que a neblina eletrônica possuía características relativas a viagens no tempo.

O interessante é que Gernon passou por essa experiência mais uma vez enquanto voava com sua mulher e, muitos outros pilotos também tiveram experiências semelhantes ao sobrevoar a área. Gernon diz acreditar que as potentes tempestades eletromagnéticas que ocorrem no interior da Terra passam através da superfície e atingem a atmosfera, onde logo desaparecem, deixando essa neblina eletrica. E ainda de acordo com Gernon, um cientista suíço descobriu que o magnetismo é mais fraco no triângulo do que em qualquer outro lugar da Terra, uma possível explicação para essa neblina ocorrer mais lá do que em qualquer outro lugar.

Padrões climáticos e topografia: A área está sujeita a tempestades e mudanças climáticas violentas e inesperadas. Essas tempestades curtas e intensas podem se desenvolver e dissipar tão rapidamente que nem chegam a ser detectadas pelos satélites. Além disso, trombas d’água capazes de destruir facilmente um avião ou navio passando pela área são bastante comuns. Uma tromba d’água nada mais é do que um tornado que ocorre no mar e puxa a água da superfície do oceano até milhares de metros de altura.


É isso ai meus queridos leitores, pesso desculpas pela demora a postar, mas essa semana tá complicada, até porque o Enem está se aproximando (;
Espero que tenham gostado do post. Existem MUITAS outras teorias (uma mais bizarra que a outra) sobre o Triângulo das Bermudas, então selecionei as que eu mais gostei para voês.
Um beijo do cox.

27.Raça humana?

Posted in Sekhmet by Nathalia on 25/09/2009

Posso dizer que hoje, a minha aula de biologia mecheu bastante comigo, então decidi fazer o post com relação ao que meu professor mencionou na sala de aula, e eu concordo com o seu ponto de vista.

Ele começou a aula falando que a raça humana não existe, o que existe é a espécie humana, que raça humana é algo que foi extinto a muito tempo (não vou dar explicações biológicas, quem quiser, pesquise), mas o que interessa, é que ele disse algo corretissímo, e foi mais ou menos assim:

“Se não tem raça, não temos que nos orgulhar de nenhuma delas.
‘Dia internacional do orgulho branco’, ‘dia da consciência negra’…são esses dados que que atiçam a diferença entre nós humanos.
Enquanto os humanos ainda acreditarem que existem raças, que quantidade de melanina divide o nosso grupo, existirão o ódio, a indiferença e a discórdia. Uma coisa é cultura, outra coisa é você dizer que tem orgulho de ser pertencente a um grupo, não é étnico, mas um grupo de raça que não existe.”

Creio que não tenho mais o que dizer, já que meu professor disse tudo (e olha que foi um resumo MUITO resumido, já que não deu tempo de anotar tudo o que ele disse, rs.). E depois querem falar mal dos agnósticos. Nunca ví uma pessoa de “fé” dizer algo tão bonito e correto (sei que tem quem pense como ele, tendo ou não fé em algo seja qual for a sua religião, mas as pessoas religiosas tem mania de condenar os agnósticos e dizer que eles são horríveis, o que não é verdade).
Então, fikdik.
Beijos galëre.

26.Paganismo, Bruxaria e a perseguição do Cristianismo.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 24/09/2009

Bom galëre, esse post é para esclarecimentos. Hoje estava vendo uns fóruns sobre religiões, ceitas e etc, quando ví o post de uma garota relatando que viu um caso na série ‘Assombrações’ do Discovery Channel, de uma mulher que dizia ser ‘wicca’ e por ser ‘wicca’ atraiu mals espíritos para a casa dela.
A dúvida da garota era se os wiccanos são bruxos ruins ou não, como muitas pessoas não sabem sobre religiões e ceitas de origem pagã, resolvi fazer esse post.

Antes de tudo vamos esclarecer o que é o termo “pagão“: quando estamos nos remetendo à origem do termo, que vem do latim paganus. Paganus significa “morador do campo” ou “aquele que vive do campo”. Esse foi o termo usado pela Igreja Católica para classificar os povos que moravam no campo e celebravam as colheitas e os ciclos do Sol e da Lua, referente às diversas formas de religiosidade não judaico-cristãs. O termo pagão não deve ser associado à práticas satanistas, sendo que a divisão da natureza divina entre Bem e Mal, Deus e Demônios é crença judaico-cristã.

#Bruxos, wiccanos e a perseguição do Cristianismo.

O grande problema da má interpretação dessas religiões, é que as pessoas acreditarem que elas estão relacionadas com o satânismo, mas essas lendas de wiccas serem satânicas são em sua maior parte de culpa do cristianismo, que a partir do momento que foi oficializado em Roma, havendo proibição dos cultos paganistas em 392, os pagãos começaram a ser perseguidose acusados de Anti-Cristo, e hoje em dia, quando você ouve alguém ser chamado de Anti-Cristo, logo pensa que é satanista.

Demorou para que os antigos pagãos aceitassem o cristianismo como religião, e algumas vezes os próprios sacerdotes cristãos adaptavam algumas festas pagãs no cristianismo, mas dando-lhes um novo sentido, com o fim de convencer o povo pagão a se converter. Mas muitas vezes também, a igreja católica associava os deuses pagãos com o demônios cristãos. Os wiccanos estão corretos em dizer que seu Deus Chifrudo não é Satã, mas como o demônio no cristianismo é representado com chifres e um tridente, passaram a existir associações entre o Deus Wicca e o demônio no cristianismo (até mesmo por causa do nome do Deus Wicca, que era interpretado como uma mensagem subliminar de que ele era um demônio), daí boa parte dos boatos de que Wiccania é uma religião satânica.

#A palavra Bruxaria, segundo o uso corrente da língua portuguesa, designa as faculdades sobrenaturais de uma pessoa, que geralmente se utiliza de ritos mágicos, com intenção maligna – a magia negra – ou com intenção benigna – a magia branca. É também utilizada como sinônimo de curandeirismo e prática oracular, bem como de feitiçaria.
Para os bruxos seguidores da Moderna Wicca, contudo, a Bruxaria é o culto à Deusa e ao Deus em sistemas que variam de uma deidade única hermafrodita ou feminina à pluralidade de panteões antigos, mais notadamente os panteões celta, egípcio, assírio, greco-romano e normando (viking).

#Feiticeiro seria aquele que realiza feitiços, seja ele bruxo ou não, e feitiço, o gênero de magia cujo objetivo é interferir no estado mental, astral, físico e/ou na percepção que outra pessoa tem da realidade. A magia, por sua vez, é o uso de forças, entidades e/ou “energias” não pertencentes ao plano físico para nele interferir. Na minha concepção, não existe religião boa ou má, mas sim existem pessoas boas e más, que podem usar a religião para o bem ou para o mal, independente de qual seguir, até mesmo um evangélico pode usar sua religião para o mal (como o caso do Bispo Macedo ser acusado de roubar os fiéis).

#Wicca é uma religião neopagã fundamentada nos cultos da fertilidade que se originaram na Europa Antiga. O bruxo inglês Gerald B. Gardner impulsionou o renascimento do culto, com o nome de Wicca, junto com outros bruxos e bruxas, em meados dos anos 40 e 50. Embora essa fundação tenha ocorrido provavelmente na década de 1940, ela só foi revelada publicamente em 1954, quando da época da sanção da última das leis contra a Bruxaria na Inglaterra. A tradição Wicca e seus termos são baseados em diversas culturas do paganismo antigo, modificadas pelo que, segundo Gardner, era uma tradição sobrevivente da bruxaria medieval.

Desde seu renascimento, várias tradições da Wicca surgiram, algumas se afastando consideravelmente dos conceitos da década de 50. A tradição que segue os ensinamentos e práticas específicas, conforme estabelecidos por Gardner, é denominada Tradição Gardneriana. Além dela, muitas outras tradições da Wicca se desenvolveram e também existem muitos praticantes que não pertencem a nenhuma tradição estabelecida, mas criam a sua própria forma de culto (ecléticos) aos Antigos Deuses.

Os dados que temos nos mostram que a maioria dos wiccanos dos dias de hoje são solitários, isto é, não participam de um coven (grupo de bruxos). Embora isso não os impeça de se reunirem com outros para realizarem juntos os rituais. A wicca é uma forma de bruxaria mais moderna, adaptada da magia celta tradicional mas encorporando elementos mais modernos, ou seja, tem mais a ver com uma visão de mundo contemporânea. Ou seja, wicca é apenas um adaptação do que era visto antigamente como bruxaria, uma adaptação para o mundo moderno (diferenciando apenas alguns cultos e poucos deuses).

Curiosidade* É verdadeiro que a imagem medieval do demônio cristão, incorpora versões distorcidas de deuses antigos (não só os chifres, ex.: o tridente que foi retirado de Poseidon/Netuno).


Então é bom lembrar que essas adolêscentezinhas revoltadas que usam pentagrama e escutam evanescence, se dizem góticas e wiccas, não tem mais o que fazer, e provavelmente não sabem nem da metade das coisas que escrevi acima. Ainda tem muito mais para se dizer sobre esse assunto, mas sei que quando post é grande demais muitos não lêem, rs. Por isso, vou parando por aqui, espero ter esclarecido pelo menos um pouco para as pessoas que não sabiam sobre esse assunto, e pretendo fazer o próximo post sobre mais religiões e filosofias relacionadas ao paganismo, já que embora eu não seja pagã, adoro esse assunto e suas religiões, e as respeito, já que como eu disse antes, não existem religiões ruins, as pessoas que não sabem usá-las, ou não as conhecem.

E pra finalizar com chave-de-ouro, a Lei das bruxas:

“Desde que não machuque ninguém, faça o que quiser.
O que você faz volta para você,
Portanto, preste sempre atenção à Lei Tríplice.
Siga isso de mente e coração.”

Diga-se de passagem, uma lei que deveria ser seguida por qualquer pessoa, independente da religião.
Beijos galëre, espero que tenham gostado ;*

25.Idiot.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 17/09/2009

Idiot friends

Só pra não ficar sem postar.
Post dedicado a todos os meus amigos,
Especialmente o Kiba.
Bjsnapatelagalëre.