The Sekhmet.

20.Prosa Gótica.

Posted in Sekhmet by Nathalia on 10/09/2009

Bom, o que me deu incentivo para fazer esse post foi a minha frustração ao tentar explicar pro meu namorado que prosa gótica não tem absolutamente nada haver com emocore, mas minha tentativa foi um fracasso quando ele disse que achava que era tudo a mesma coisa ¬¬ e eu na minha posição de idolatria a literatura não posso admitir que ele diga isso, e essa é minha segunda tentativa de explicar o que é a Prosa Gótica.

A prosa gótica, também conhecida como “Literatura gótica”, teve inicio meados do século XVIII. O destaque para esse tipo de literatura é o romantismo de um modo obscuro, uma manifestação essencialmente híbrida, um elo entre o romanesco e o romance no qual uma atmosfera de mistério, aflição e terror prevalece. O romance gótico também representa uma mescla de tradições distintas, uma mistura entre o mitológico e o mimético, contra os valores racionalistas e materialistas da sociedade burguesa e se identificando com um cenário de morte, sonho e loucura (algumas vezes até satânico), que era visto até então só na literatura fantasiosa.

São principalmente encontrados na prosa gótica cenários medievais (castelos, igrejas, florestas, ruínas), personagens melodramáticos (donzelas, cavaleiros, vilões), os temas e símbolos recorrentes (segredos do passado, manuscritos escondidos, profecias, maldições).

Auge da Prosa Gótica:

A década de 1790 representou o auge da literatura gótica, é nesse período que suas principais obras são escritas consagrando autores como Ann Radcliffe e Matthew Lewis, por exemplo. Entretanto, se o termo ‘gótico’ já era conhecido na Inglaterra desde a época Shakespeare, até esse momento ainda não havia ainda consolidado um significado confortável para a palavra. ‘Gótico’ era empregado em um encontro de vertentes políticas e condições históricas, de ansiedades sobre a vida que encontrariam sumarização por meio de romance.

Na verdade, dizer “gótico” podia ter diversas conotações, dependendo de lado a discussão se estava. Naquele contexto a palavra podia conotar: antiquarianismo inglês, diletantismo do partido Whig, influências do sturm und drang alemão, Jacobinismo, ocultismo e medo de sociedades secretas, nacionalismo inglês conservador, anti-catolicismo, medo da Inquisição, nostalgia do mundo feudal, medo da Revoluçao Francesa e uma série de outros significados antagônicos entre si. Apesar de ser um movimento multi-facetado, reflexo de conjunturas históricas e políticas, pode-se notar que a literatura gótica é, em grande parte, uma literatura ligada ao terror e ao medo.

Outras coisas sobre a Prosa Gótica:

#Chamados de “góticos” por retirarem sua inspiração de construções medievais, em parte, pode-se dizer que tais romances representaram uma volta ao passado feudal, provocada pela desilusão com os ideais racionalistas e pela tomada de consciência individual frente aos dilemas culturais que surgiram na Inglaterra a partir da metade final do século XVIII.

#Em oposição à filosofia neoclássica, de procedência aristotélica, os autores góticos investiram na criação de imagens obscuras e representações simbólicas. O medo e o anseio pela morte foram temas centrais nessas narrativas cujos enredos oscilavam entre a realidade verificável e a aceitação de um mundo sobrenatural

#Na Europa Charles Baudelaire e Mallarmé, nos Estados Unidos Edgar Allan Poe e no Brasil Cruz e Sousa, Alphonsus de Guimaraens e Augusto dos Anjos tiveram ligações com essa tendência. Não podemos esquecer de Alvarez de Azevedo, é claro.

Poesia de Alvarez de Azevedo:

“Lembrança de Morrer
Quando em meu peito rebentar-se a fibra,
Que o espírito enlaça à dor vivente,
Não derramem por mim nenhuma lágrima
Em pálpebra demente.

E nem desfolhem na matéria impura
A flor do vale que adormece ao vento:
Não quero que uma nota de alegria
Se cale por meu triste passamento.

Eu deixo a vida como deixa o tédio
Do deserto, o poento caminheiro,
– Como as horas de um longo pesadelo
Que se desfaz ao dobre de um sineiro;

Como o desterro de minh’alma errante,
Onde fogo insensato a consumia:
Só levo uma saudade – é desses tempos
Que amorosa ilusão embelecia.

Só levo uma saudade – é dessas sombras
Que eu sentia velar nas noites minhas…
De ti, ó minha mãe, pobre coitada,
Que por minha tristeza te definhas!

De meu pai… de meus únicos amigos,
Pouco – bem poucos – e que não zombavam
Quando, em noites de febre endoudecido,
Minhas pálidas crenças duvidavam.

Se uma lágrima as pálpebras me inunda,
Se um suspiro nos seios treme ainda,
É pela virgem que sonhei… que nunca
Aos lábios me encostou a face linda!

Só tu à mocidade sonhadora
Do pálido poeta deste flores…
Se viveu, foi por ti! e de esperança
De na vida gozar de teus amores.

Beijarei a verdade santa e nua,
Verei cristalizar-se o sonho amigo…
Ó minha virgem dos errantes sonhos,
Filha do céu, eu vou amar contigo!

Descansem o meu leito solitário
Na floresta dos homens esquecida,
À sombra de uma cruz, e escrevam nela:
Foi poeta – sonhou – e amou na vida.

Sombras do vale, noites da montanha
Que minha alma cantou e amava tanto,
Protegei o meu corpo abandonado,
E no silêncio derramai-lhe canto!”


Ou seja, podemos concluir que prosa gótica não tem NADA haver com emos (Deus me livre), e que foi uma passagem muito linda na literatura (pelo menos eu acho), e que não tem nenhuma relação com gente que se veste de preto, vai pro cemitério a noite e fica tirando foto, coloca o nick do orkut como “Gothic Girl”, ou que fica falando que vai se matar, e mimimi, são coisas que as pessoas e a modernidade vão criando e infelizmente manchando a imagem do clássico.

Espero ter esclarecido pra muita gente sobre o que é esse assunto.
Obrigada pelas visitas.
Beijos ;*

About these ads

6 Respostas

Subscribe to comments with RSS.

  1. João Filipe said, on 10/09/2009 at 4:55 pm

    Okay, amor… você me convenceu :P
    Eu te amo, minha góstica *-*
    AUISHEOIUASHEOIHOASEOASEUHOASHEHASOEIUHASOEIU
    x*********

  2. Sasha said, on 10/09/2009 at 6:51 pm

    Cara, escrevemos quase que ao mesmo tempo sobre literatura.o.O”
    Tudo bem que no meu tá idiota…HAUHAU..novidade né.kk
    O que Equipe e interesse não fazem ein…kkk

    Ameiiii seu espaço! =*
    Bjuuuuus

  3. Luis Fernando Guimaraes said, on 30/09/2009 at 12:36 pm

    Gostei bastante ta muito legal valeu.

  4. nathan said, on 16/11/2009 at 10:52 am

    valeu .achei o maximo vc esclareceu com todas as letras o q é ser gotico

  5. tayse said, on 23/06/2010 at 3:12 pm

    bein legau..éra o q eu estava procurando para meu trabalho .. ;)


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: